O Tempo

Tempo

Tenho lido livros bons que tratam a respeito do tempo. O último foi “Novembro de 63”, sobre uma viagem ao passado para salvar a vida de JFK.  O Atual, que está a quarenta páginas de se acabar, se chama “O ladrão do tempo”. Foi escrito por Jhon Boyne e, apesar de ser o primeiro livro do autor, está por ai em todas as livrarias como novidade. Para situar: Jhon Boyne é o autor de “O menino de pijama listrado”. Neste livro (o sobre o tempo), Jhon Boyne fala sobre uma personagem que chega a duzentas e cinquenta e seis primaveras… completadas em 1999. É contado em três narrativas paralelas: A adolescência do protagonista, no século XVIII, algo como a sua “primeira vida”, sua “madurescência”, no século XX e narrativas paralelas de sua passagem por importantes eventos da história da humanidade: A Revolução Francesa, o renascimento das Olimpiadas, a crise de 1929. Enfim,  dois bons livros sobre temáticas clássicas: A viagem no tempo e a imortalidade.

Ano passado li um livro chamado “O Guardião do tempo”. Este é praticamente uma fábula: É a história do primeiro homem que nos primórdios da humanidade resolveu medir o tempo. Por condenar a humanidade a viver aprisionada às horas do relógio, Dhor  é punido por Deus e permanece 6 bilhões de anos em uma caverna, ouvindo as súplicas das pessoas na terra por “mais tempo” ou “menos tempo”, conforme a conveniência. Dhor só é libertado quando um idoso com câncer e uma adolescente desiludida se distinguem em meio a todas as vozes, e Dhor recebe a missão de ensinar a eles uma lição sobre o verdadeiro valor do tempo.

Hoje fui no cinema e vi “Entre Nós”, filme brasileiro com Caio Blat e Carolina Dieckman. Entre nós fala sobre o tempo de forma mais indireta. Um grupo de amigos que fica dez anos sem se ver após a ocorrência de uma tragédia. O que os une novamente: Uma cápsula do tempo.

***

Eu acho o tempo uma coisa muito difícil de entender. O tempo é o movimento dos planetas que faz suceder dia e noite e as quatro estações do ano. O tempo é a força da gravidade que deforma nossos corpos e nos deixa velhos. O tempo é uma vivência psicossomática paradoxal que anda muito devagar quando deveria andar rápido e muito rápido quando deveria andar devagar. Qualquer reflexão filosófica sobre a origem do universo ou da vida na terra é fichinha perto de pensar em porque a existência “existe”.  

***

Para fechar, uma musiquinha:

Sobre O Tempo

Pato Fu

Tempo, tempo mano velho, falta um tanto ainda eu sei
Pra você correr macio

Tempo, tempo mano velho, falta um tanto ainda eu sei
Pra você correr macio
Como zune um novo sedã

Tempo, tempo, tempo mano velho
Tempo, tempo, tempo mano velho
Vai, vai, vai, vai, vai, vai

Tempo amigo seja legal
Conto contigo pela madrugada
Só me derrube no final

Ah-ah-ah ah-ah
Ah-ah-ah ah-ah

Tempo, tempo mano velho, falta um tanto ainda eu sei
Pra você correr macio
Como zune um novo sedã

Tempo, tempo, tempo mano velho
Tempo, tempo, tempo mano velho
Vai, vai, vai, vai, vai, vai

Tempo amigo seja legal
Conto contigo pela madrugada
Só me derrube no final… oh-oh… oh-oh ah…

Uh… uh… ah au
Uh… uh… ah au
Vai, vai, vai, vai, vai, vai

Advertisements
Esta entrada foi publicada em Fora de Pauta. ligação permanente.

Uma resposta a O Tempo

  1. Mariana Andrade diz:

    Didi, onde você está? Descobri seu blog hoje e o explorei até o fim. Quer dizer, explorei muito. Eu amo Agatha Christie e fico feliz de encontrar um lugar com tantas críticas às obras dela, é realmente maravilhoso. Espero que você esteja bem, e que continue a ler loucamente. Espero também que logo volte a escrever. Um grande beijo!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s