Livro – A Rainha Branca

A Rainha Branca

Philippa Gregory, Inglaterra, 2009

Sinopse: Primeiro livro da série sobre a Guerra das Duas Rosas, “A Rainha branca” conta a história de Elizabeth Woodville, mulher de notável beleza e ambição que se casa em segredo com o jovem Rei Eduardo IV, um dos três filhos da casa de York. Descendente dos Duques da Burgundia, Elizabeth Woodville traz em seu sangue a herança de Melusina, uma deusa da água, metade mulher, metade peixe, que legou a todas as mulheres de sua linhagem o poder da visão e da magia. Neste romance de estréia sobre a dinastia que precedeu os Tudor, conhecemos um país convulsionado pela sangrenta guerra civil que ora opõe primos, ora opõe irmãos e revivemos um dos mistérios mais famosos da história da inglaterra: o sumiço dos princípes na torre, um crime até hoje sem solução.

Crítica: Brilhante! Se esse livro fosse um doce, seria um bolo de chocolate com recheio e cobertura.

Curiosidades: A história dos príncipes na torre é um dos mistérios mais fascinantes de toda a história, não só da Inglaterra. O que teria acontecido com os dois jovens herdeiros da casa de York, aprisionados na torre de Londres por um usurpador, e que simplesmente desapareceram, em um momento qualquer durante o ano de 1483, sem deixar qualquer vestígio? O mais legal é que essa grande história é só um “pontinho”, uma cerejinha, em toda a história do livro que é excelente, de ponta a ponta. Não vou estragar a surpresa, mas o livro traz a sua própria versão do mistério – que pelo que parece, continuará a ser desenrolado no segundo livro da série, “A rainha vermelha” – e não é pura imaginação da autora! Há historiadores que sustentam essa versão…

Para curtir: Philippa Gregory tem dezenas de videos curtinhos na internet, o que é bacana mas é ao mesmo tempo frustrante, pelo menos para quem quer sempre mais. Abaixo, segue uma boa (e longa!) entrevista, dada não sei para quem – parece até ser um vídeo amador – sobre o livro “A Rainha Branca”, que aliás, lamentavelmente, ainda não foi lançado em português. Curtam a entrevista:


Esta entrada foi publicada em Eu li: Ficção, Eu li: Phiippa Gregory com as etiquetas , , , , , , , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s