Curiosidades Literárias inúteis (inúteis?) de Hoje

Autora de Harry Potter entra em campanha política contra os Tories

Li hoje no Portal G1 que a escritora J. K. Rowling está em campanha política na Inglaterra contra os Tories, o Partido Conservador Britânico. A proposta dos Tories é dar incentivos fiscais para casais jovens, deixando de fora mães solteiras em más condições. Os Conservadores dizem que não se pra trata de dinheiro e sim da “mensagem” que esta medida irá passar. Em contraponto, diz a autora de Harry Potter: “Ninguém que tenha experimentado a realidade da pobreza pode dizer ‘não é o dinheiro, é a mensagem’ (…) Quando invadem seu apartamento para roubar e você não pode pagar um chaveiro, é o dinheiro. Quando te faltam dois pence para comprar uma lata de feijão e seu filho passa fome, é o dinheiro. Quando você pensa em roubar fraldas em uma loja, é o dinheiro (…) Se o único conselho prático de Cameron às mulheres que vivem na pobreza, que cuidam sozinhas de seus filhos, é ”casem e entregarei 150 libras”, ele se revela como um completo ignorante da verdadeira situação delas”. E, para dar a última voadora nos Conservadores, finaliza: “Nunca votei Tory antes … e continuam me lembrando porquê” A criadora de Harry Potter é a segunda estrela a entrar na campanha, depois que o ator Michael Caine declarou apoio a Cameron, candidato dos Tories, na semana passada.

É isso aí, J. K Rowling! Bom pra você!

Série ‘Crepúsculo’ na lista de ‘livros proibidos’ nos EUA

Do Yahoo! Notícias

Stephenie Meyer, escritora mais famosa entre os adolescentes desde J.K Rowling, divide agora com a autora de Harry Potter espaço em outra lista, que não é a dos títulos mais vendidos: a série best-seller “Crepúsculo” está na quinta posição no relatório anual de “livros proibidos”, divulgado nos Estados Unidos pela Associação Americana de Bibliotecas (ALA, na sigla em inglês), nesta quarta-feira. O critério para inclusão de obras na lista é o número de reclamações recebidas por escrito de bibliotecas ou escolas, pedindo a retirada do livro de seus acervos por “problemas” no conteúdo. Os romances de Meyer sobre vampiros e amor entre jovens, são criticados por apelo sexual; “Crepúsculo” também refletiria um mal-estar com histórias sobrenaturais. “Harry Potter”, que este ano não está entre os dez primeiros lugares, foi um dos líderes do ranking nos últimos dois anos. Grupos cristãos protestam contra o tema da bruxaria, presente na saga.

Que bobagem…

Esta entrada foi publicada em Fora de Pauta. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s