Meninos sem Pátria e O ano em que meus pais saíram de férias

Meninos sem Pátria

Li agora há pouco que os filhos e netos de militantes que lutaram contra a ditadura militar tiveram seus casos debatidos na primeira reunião da Comissão da Anistia do Ministério da Justiça do ano de 2010. Foram analisados casos dos filhos de João Gulart, Leonel Brizola, Luiz Carlos Prestes, etc.

Me lembrei de um livro muito bom que eu li quando era criança que se chama “Meninos Sem Pátria”, que conta justamente uma dessas histórias: Uma família, cujo pai era jornalista, acaba exilada no chile e na frança para fugir da perseguição dos militares. A história é centrada nas personagens dos filhos, Marcão e Ricardo, e na vida “temporária” que as crianças tiveram que criar em cada um dos países onde viveram, até o retorno ao Brasil. Não me lembro muito bem do livro, mas lembro de ter gostado bastante. Acho que foi um bom serviço o autor (que também escreveu Açucar Amargo, outro livrão) ter escrito esse livro. Tenho pra mim que os leitores de Meninos sem Pátria não são os que estão por ai falando mal do III Plano Nacional de Direitos Humanos e cobrando a punição dos “terroristas de esquerda”.

Aproveitando o embalo das crianças que sofreram com a ditadura, pra quem não viu, recomendo o filme “O ano em quem meus pais saíam de férias”. É muito bom também. Não é um típico filme politizado sobre a década de 70, mas não deixa de ser um retrato cultural bem importante. É mais ou menos (guardadas as devidas proporções) como aquele filme “A culpa é do Fidel”, com a história da garotinha francesa, filha dos militantes pró-allende que chamavam o mickey de fascista e não queriam que ela assistisse as aulas de religião.

Tudo bem, deixa eu falar logo antes que eu oriente mal as pessoas, “A culpa é do Fidel” é bem melhor. Mas o que eu quero dizer é que é interessante você ver como a criança absorve as coisas. Nesse “O ano em que meus pais saíram de férias”, você vê uma história que deve ter sido a de muitos e ainda conhece coisas muito interessantes sobre a vida “comum” das pessoas que viam a política de longe, com desconfiança e sem entender muito bem, quase como a própria criança. Sem falar que é um retrato bem legal de São Paulo e da panacéia de comunidades (judeus, italianos…) que vivem naquela cidade.

Leiam e assistam! Todos valem a pena.

Esta entrada foi publicada em Eu li quando criança com as etiquetas . ligação permanente.

12 respostas a Meninos sem Pátria e O ano em que meus pais saíram de férias

  1. amanda diz:

    gostaria de ler a ultima pagina desse livro pois eu tenho ele só que a bentida ultima pagina tava rasgada
    por favo só quero saber o final desse livro

  2. Denize diz:

    Eu tenho o livro em casa, comprei para reler quando li o post! Mas resumindo, a família volta para o Brasil e o Marcão deixa a namoradinha francesa Claire na França mesmo, rsrsrs Qndo voltar de férias eu scaneio e te mando para vc mandar para a Amanda!!!!

  3. dsoares08 diz:

    Poxa, que final triste! A unica coisa que eu lembro foi do irmao dele chorando aos berro no avião, só que eu não sei se era na ida ou se era na volta do exílio!
    Bjs!

  4. Laura Catta Preta diz:

    nossa eu li esse livro na quinta série (que foi em 1995), e sempre lembrei dele como o livro do menino que tava exilado e queria conquistar uma menina, aí ele usa a tática de estar presente e depois sumir rsrsrs.
    lembro de ter gostado muito, e tb pensado mto nessa tática durante a adolescência.

  5. lana diz:

    vo começar a ler ainda é legal msm galerahh

  6. Rogério Botelho diz:

    ONDE POSSO BAIXAR, ESSE LIVRO EM PDF?

  7. Oi oi será que não têm um ebook dele não????? email aeioujean@gmail.com

  8. LUIZA diz:

    NAO GOSTEI DO FINAL DA HISTORIA

  9. vitoria diz:

    o livro e legal mas nao gostei dele abandonar claire e pensar em ana rosa

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s