O Pacote de Maldades da Yeda e um Balanço de 2009

O Pacote de Maldades da Yeda e um Balanço de 2009

Eu li em blog alheio hoje e gostei de duas coisas: Primeiro, da imagem ao lado, publicada na página do Raul Pont no site do PTSul. A imagem é uma ilustração da notícia do momento no Rio Grande do Sul, o “Pacote de Maldades da Yeda”, chegado à plenário nesta semana. O pacote de maldades é basicamente um conjunto de projetos bem malandrinhos, disfarçados de aumento salarial para algumas categorias, notadamente os Professores e os Policiais da BM. Para se ter uma idéia, diz lá pelas tantas, no meio do pacote:

PEC 200 – revoga dispositivos da Constituição estadual

Revoga o § 3° do art. 31 – promoções por merecimento e antiguidade;
Revoga o § 3º do art. 33 – gratificações e adicionais por tempo de serviço;
Revoga o § 4º do art. 33 – licença-prêmio.

Essa Yeda… figuraça.

Figuraça também é a Rosane de Oliveira, comentarista de política da “Página 10” da Zero Hora. Faz uns 15 dias que a coluna faz propaganda pela aprovação do pacote e ataca o CPERS, sindicato dos professores do RS, que, aliás, está em greve, pela retirada do regime de urgência da matéria. Essa semana os projetos da BM, bastante polêmicos também, foram a plenário, como ensaio do que vai ser a resistência ao pacote. Não foram votados, porque a base do governo retirou o quorum para não perder vergonhosamente. Ai vem a Rosane, ontem, na sua coluna:

“Agora que tem o mapa do que pensam seus aliados e sabe com quem pode contar ou não na Assembleia, o Palácio Piratini pode definir sua tática sem correr o risco de ser surpreendido, como foi na terça-feira. E encarar a realidade: faltam votos para aprovar os projetos da Brigada Militar e do magistério.”

Sei lá. Eu me lembro que quando o Impeachment foi à Plenário, uma semana antes até as pedras da rua sabiam contar nos dedos o número de deputados que votavam a favor e o número de deputados que votavam contra o Impeachment. Pra mim, qualquer comentarista político sério escreveria sobre como “nunca antes na história deste país” um governador foi tão inépto politicamente como a Yeda, que é humilhada em plenario desde o dia 30 de Dezembro de 2006, quando o seu próprio Vice foi à Assembléia fazer pronunciamento contra o projeto “sem plano B” da governadora. Mas beleza. Pra Rosane de Oliveira, completamente normal a Yeda não saber contar. Precisa levar a bomba à plenário, para ver no que que dá.

Outra coisa que li e acho que vale a pena ler é a síntese preparada pela assessoria do PSOL sobre o ano de 2009, postada no Blog da Luciana Genro e defendida agora há pouco no Conversas Cruzadas, programa de TV da RBS. Tinha escrito no título do post “bla bla bla, o balanço de 2009”. Corrigi, porque não acho que seja “O” balanço. Mas é “um” balanço, e um balanço importante.

Vejam ai os links:

Brasil 2009http://www.lucianagenro.com.br/2009/12/brasil-2009/

O Pacote de Maldades da Governadora: http://raulpont.ptsul.com.br/t.php?id_txt=29485

Nota adicionada em 29 de dezembro de 2009: Não consigo precisar o dia em que o “Yedasso” , o “plano sem plano b” citado  no post acima, foi rejeitado na Assembléia. Eu sei que foi na semana das festas. Eu havia escrito 01 de Janeiro de 2006. Corrigi, porque esse foi o ano eleitoral, não o primeiro ano dos novos governos. E corrigi o dia, porque acho que não foi no dia 01 de janeiro, foi antes da posse, ali por 29 ou 30 de Dezembro. O Feijó foi à Assembléia ali pelo dia 28 de dezembro de 2006. Por hora, fico com o 30 de dezembro de 2006. Se alguém quiser me corrigir, à vontade.

Esta entrada foi publicada em Eu li em blog alheio com as etiquetas , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s